https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

A FONTE DAS VIRTUDES

O TEMPO PASSA...

MEU AMOR

Depois do natal

Teatro na universidade au...

TEATRO PARA CRIANÇAS - NA...

CHUVA

A MINHOTA

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

DESASSOSSEGO

Se eu fosse uma simples pedra de fogo ou

granito de mica, feldspato e quartzo  
talvez tivesse mais sorte
porque no aconchego dos meninos sentiria
os doces afagos dos seus dedos pequeninos.
Ou então, melhor seria se fosse um redondo godo;
ah!, a esse vem-lhe o mar aos pés e rebola-o em rendas
de espuma, dá-lhe até forma e contorno.
E ele feliz assim vive em eterna companhia
nas carícias da água verde e fria que o levam e trazem
da imensidão de viagens, embalando-o
na inquieta melancolia de que é feita a canção do mar.
Pudesse eu simples godo pedra viver embalada
em braços de água verde, cinza e azulina para enfim
descansar deste desassossego
que me faz gente e farrapo de alma.
 
Bernardete Costa
publicado por Bernardete Costa às 18:24

link do post | comentar | favorito