https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

LUXÚRIA

BORRASCA DA GROSSA

TARDE DE MAIS

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sexta-feira, 7 de Outubro de 2016

QUANDO NASCI

 

14269401_881929308580256_717681229_n.jpg

(Tela de pintor Fernando Rosário)

Quando nasci

Quando nasci bebi das entranhas rubras da terra
todos os sonhos do mundo. Meu rio meu mar
espelharam no meu olhar o horizonte fecundo

Quando nasci o oiro escorria do sol
e a dança das folhas
era tela ardente de crepúsculos outonais

Vim ao fim da tarde a respirar vogais do vento e da chuva
mas ainda senti a réstia do sol
a fecundar o dia: fulgor de malmequer, cor a semear
fragrância em jardim outonal

Colhi do fruto maduro a semente da palavra;
no alimento da luz e da névoa a suspirar amor
sorvi o futuro no sabor da alegria. Vivi a dor e o prazer
pauta destino do meu ser

onde componho a música astral
                                             que em mim
                                                            se faz poesia.

 

Bernardete Costa

publicado por Bernardete Costa às 22:01

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?