https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

A MINHOTA

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

O DIABO NO VERÃO DE 2017

 

 

Um estranho governo saiu das últimas eleições para a Assembleia da República. De tal forma que foi nomeado “geringonça”. Depreciativamente. Futurando enguiços de cremalheiras, quebra de rodas dentadas, ferrugens e outras coisas que tais propiciadoras ao seu péssimo funcionamento.

Pelo contrário, a dita “gerigonça” lá se vai aguentando, mesmo funcionando muito além dos limites previstos para tal conjunto de engrenagens. Saldo positivo. Nas últimas eleições autárquicas o povo reconhece o maior partido da dita, ou seja, a carruagem e as rodas que a movimentam. E esse partido sobe significativamente agoirando, num próximo futuro, não já uma “geringonça”, mas… Esperemos pelo batismo. Que lhe virá da sua direita. Ou não. Talvez a inspiração falte.

 De tal forma ressabiados pelo bom desempenho da “geringonça” há quem confie no aparecimento do diabo. Ah, quando aparecer diabo é que vão ser elas!  O riso escarninho de quem se está marimbando para o país e para o povo.

Mas o diabo surgiu em forma de labaredas de fogo. Num verão atípico, nem muito atípico, já em 2007, se a memória não me atraiçoa, esse mesmo diabo devorou Portugal de lés a lés.

O PR (Presidente da República) ocorre às regiões mais flageladas. E muito bem. Palavras de conforto e abraços urgem em tempo de luto e de tragédia. Mas sabe-se, o PR pouco tem de fazer, a não ser a representatividade do país, quer dentro ou fora de Portugal. O PR não governa. Pode dispensar o gabinete de trabalho. Pode ficar no rincão natal sem obrigações de monta que exijam a sua presença. E pode voar, semelhante ao super-homem, já ninguém lhe extirpa o cognome de superpresidente, de sul para norte, de norte para o sul, de oeste para este, de este para oeste, mesmo a desrespeitar todo o protocolo, que se lixe! E a segurança que não se aflija: quem atacará um PR tão carinhoso e amante de selfs com este e aquele?

A comunicação social exulta. Nunca tamanha matéria incandescente, ainda que trágica, e até mais por isso, lhe permite encher as TVS, os jornais…Os articulistas pulam de felicidade. O manancial de matéria candente e a consequente destruição da floresta e a perda de vidas humanas, mais outras labaredas ateadas pelos políticos que visam o poder, são elásticos para dissertações empolgadas que visam o registo efémero na fotografia e no filme.  Por sua vez, as redes sociais são poços de ditos e desditos. De ofensas, de injúrias, de concordâncias ou discordâncias seguidistas… É a democracia a funcionar. Vale tudo. Dizem, somos livres!

Urgem demissões. Pede-se a demissão do governo. E os que as solicitam são precisamente aqueles que afundaram o país, que o algemaram a uma troica que já reconheceu o seu erro: não era a austeridade que salvaria Portugal.

O PR adora desempenhar o papel de bonzinho. Adora agradar a gregos e a troianos. Desde o tempo em que foi articulista na TV. Sabe-se. Dá um puxão de orelhas ao governo, assumindo, ou dando a entender, que foi nestes dois anos de governação que tudo não se fez para o que se devia fazer. Quando o ordenamento florestal, a vigilância, etc. é um processo longo e cuidado. A pedir intervenção e coordenação de todos os governos de Portugal.

Depois, a questão das ignições. Da parte do PR ouve-se o silêncio. Dá que pensar. E não em coisas boas!

 Mas o mais caricato, o PR acusa o PM ( primeiro ministro) de não pedir desculpas ao país e aos flagelados. Tão fácil seria, mesmo o mais fácil, pedir desculpas. Mas o mais hipócrita.

As desculpas não se pedem, evitam-se.

Desconheço muita da personalidade do PM. Mas quero crer que, essencialmente, tudo fará, ou tentará fazer, para que outro verão idêntico não se repita. Mesmo que se ponha a jeito, Tipo diabo!

 

Bernardete Costa

 

publicado por Bernardete Costa às 20:09

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?