https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

LUXÚRIA

BORRASCA DA GROSSA

TARDE DE MAIS

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Terça-feira, 20 de Setembro de 2016

NA DANÇA DOS DESTINOS

 

maos.jpg

 

 

Na dança dos destinos

Por vezes colhe-se o fascínio das estrelas
e olha-se as mãos vazias.
Tanto deslumbramento pela incógnita dos astros,
por cometas na dança dos destinos, pelo véu
das nublosas salpicando noites formosas, pelo musical
de anjos a embalar meninos…

Olho as mãos vazias e recordo as cigarras da infância.
No descuido das manhãs frias o livro de fábulas
era a canção que prometia a alegria; logo
um diáfano manto de histórias e sol
me servia de colchão.

Receio ter descoberto que fui mal ouvida e mal tida:
enquanto formiga meu coração nos versos chora,
enquanto cigarra a canção se dissipa 
com o susto dos dias.
Continuo de mãos vazias.

Porém há um relógio a bater em clave de sol
anunciando cânticos escondidos nas folhas ou na casa
porque as sombras esvoaçam como asas…
No entanto, e ainda de mãos vazias, 
só agora entendi a mulher que sou:
cigarra ou formiga, livro ou história ou até poema de amor.

Mas sempre de mãos vazias…

Bernardete Costa

 

publicado por Bernardete Costa às 21:44

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?