https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

TEATRO PARA CRIANÇAS - NA...

CHUVA

A MINHOTA

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sexta-feira, 2 de Maio de 2014

FESTAS DAS CRUZES, BARCELOS.

 

Sou barcelense. (Ainda que nascida em Esposende, facto que pesa muito no meu retorno a esta cidade e a este amor de feitiço que lhe dedico). Durante cerca de 35 anos vivi em Barcelos. Quase sempre na margem direita do rio Cávado.

Com forte nostalgia recordo desses tempos a cromática olorosa das múltiplas flores, tratadas com todo o carinho pelos jardineiros da câmara, que campeavam pelos imensos jardins desta cidade bucólica cuja origem remonta aos tempos medievos.

Desde criança vivi o frenesim colorido e ruidoso das Festas das cruzes, mal Maio despontava no calendário. Criança, adolescente e adulta vivi, senti, e vibrei  com esses dias floridos e com os divertimentos inerentes a todas as festas populares.

Depois afastei-me. E Barcelos ficou a morar docemente nas minhas mais encantadas memórias.

A idade passou, com ela outros interesses se instalaram nas minhas preferências de lazer e divertimento.

No entanto, os jardins barcelenses haviam-se gravado em toda a sua pujança nas minhas mais belas recordações. E as Festas das Cruzes de novo assumiram aquele halo mágico da minha juventude.

Neste sábado fui à aventura até Barcelos - o trânsito caótico, as multidões acotovelando-se, os ruídos excessivos que em muito condicionavam a minha rejeição a estas festas como a outras similares, não constituíram obstáculo bastante…; a prevalecer, isso sim, a vontade de reviver tempos inesquecíveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Bernardete Costa às 21:27

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?