https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Terça-feira, 6 de Maio de 2014

Esposende


ESPOSENDE

Namoradinha do mar e amante do rio
com ele te deitas a espreguiçar
e te deleitas num amplexo de ternura
cidade essência em seu espelhar.

Na valsa das ondas, desmaias linda Esposende
num convite de amor que te transcende;
e voluptuosa entregas-te ao mar
como sereia que a maré aconchega.

Exuberância de sol maresia sapal
e bruma voas nas asas das gaivotas
e és espuma vento em desvario rindo pela marginal;

poesia a refulgir como jóia em colo de rapariga
maviosa deusa por Eros pretendida.

És matiz de luz refulgente casario na brancura
do azul que o céu te oferece
e um deus amanhece o paraíso e tu és o paraíso

onde a natura é privilégio e o tempo
…o tempo é sopro na ânsia de te amar.

Ó, sinto-te na pele num arrepio
na tarde na noite no âmbar da alva;
vais pelo rio pela brisa ora morosa ora fluida
e na foz onde te aguarda o mar

no comum frémito ondeante de seara líquida
somos uma única
singular.


Bernardete Costa (2014)
publicado por Bernardete Costa às 10:13

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?