https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016

CHUVA

 

CHUVA

 

gosto da chuva na vidraça

como pérolas de rosa tapam a nudez

que em meu colo é mistério de quem passa

 

o dia é longo a tarde é longa a noite é secreta

e a água música na fluidez do tempo

 

ai como gosto do cântico da chuva flauta

grácil pauta no vento que a revela.

 

gotas de chuva na vidraça

pedacinhos de amor que na janela indiscreta

são rosas lavradas nas lágrimas.

 

Chove!

É a vida a nascer tropeçando na chuva… 

Chove na página molhada e na aurora lilás

 e assim o parto acontece na madrugada

se a chuva cansada, abrindo as pernas,

anunciar o sol no riso das manhãs.

 

1936493_10208445836961563_4462302906634711338_n.jp

 Foto de Maria Irene Abreu

publicado por Bernardete Costa às 14:24

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?