https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sexta-feira, 1 de Junho de 2012

NESTE DIA, UM POEMA PARA O MENINO E PARA A MENINA...

BOLA VOADORA

 

Pelas margens do rio, Gabriel joga à bola que rebola pelo ar em suas asas de gaivota; voa alto a bola, acabando por se perder na nuvem que pousa sobre o casario. Vendo sua bola em risos de garota fazendo birra para não voltar, Gabriel, perdido na sua solidão, pergunta ao cão vadio se com ele quer brincar. Mas logo a seus pés a bola ciumenta saltita obediente já perdida de asas, como uma miragem de luz que tivesse vindo do céu iluminar o olhar de Gabriel. Depois, o menino, com a luz a morar no musgo dos olhos, abraça ternamente a sua bola voadora não vá ela ter novamente desejos de voar.

 

 

 CORAÇÃO DE BONECA

 

Pedi à avó: faz-me uma boneca com flores de chuva. A avó pintou-a com o arco-íris; depois tomou nas mãos duas pérolas de água que colocou nos olhos, por fim, colheu do jardim o rubro duma rosa e desenhou os lábios…. Então, dormi com ela, e no seu peito vazio bateu um coração bem juntinho ao meu.

publicado por Bernardete Costa às 16:43

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?