https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sábado, 28 de Abril de 2012

AREIA SALGADA

                                                A nostalgia de quem se deixou deslumbrar pelo então edílico rio Cávado.

 

Esfíngica visão sitia o cávado,

                                                Que a viu nascer;

                                            E seus olhos lançam estrelas douradas

                                Sobre a sua foz.

                        Ela é oiro e sol e limbo e mar,

E tem no regaço o sonho côncavo,        

Que faz remanso para o infinito

E quase soçobra a sonhar.

 

Manuel Faria

publicado por Bernardete Costa às 19:49

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?