https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

LUXÚRIA

BORRASCA DA GROSSA

TARDE DE MAIS

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2012

SINFONIA

 Preciso de lembrar para esquecer,

para não morrer antes da morte; preciso dum riso,

duma orgia de carícias em meu devaneio…

 

Estavas recolhido por detrás da vidraça;

não te reconheceria se não te visse pelas pedras retido

- tempo demais para quem passa.

 

Era um mês de Julho, o tomilho na terra rescendia,

…mas ao fugir da tua mão logrei o precipício.

Só depois li o arfar no teu peito, o mel dos teus olhos

 e senti a picada de inseto a excitar o amanhã.

 

Um pássaro diurno acendeu o sol na penumbra

 E, nómada, a rastejar para o oceano dos teus braços,

escutei o ritmo inquieto do coração a iluminar

 a adolescência numa epifania antiga.

 

Quantas manhãs para semear a verdura!

quantas tardes para a ternura no cio das raízes,

na transpiração da árvore do teu corpo!

Em viagem errante pousaste os lábios nos meus,

 

no desejo dos meus, acesos nos versos, colados aos teus,

a traçar o percurso de amante, a decifrar a mulher

na tortura errante dum amor a desfalecer.

 

Não pretendas ler as páginas ausentes, não macules

a mulher no seu silêncio; toma como tua

essa outra de cheiros na boca: sou também eu…

 

Montanha de fogo, imponente torso,

decifra-me no colo e nas tuas mãos, dá-me o céu,

a sinfonia da paz na desilusão, ou no delírio dum jardim…

 

Inábil para a solidão, como quem exala flores,

inspirarei um  mundo novo em mim

                                                        na voz da tua alegria.   

 

Bernardete Costa

publicado por Bernardete Costa às 23:41

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?