https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Quinta-feira, 12 de Maio de 2011

PARA OS ALUNOS DO CURSO DE NOVAS OPORTUNIDADES, MAIA

Inesperado o acto de obrigar

a descoberta da aventura

                       pelos pilares do livro.

 

Pulmões cheios de mentiras

e vazios de ar

repudiam direitos a florestas, a olores de mar

 a trémulas flores de charneca…

 

porque este é o tempo indevido de lazer... e desprazer,

a vida para além da fronteira do viver,

para lá dos suspiros,

para depois das espumas dos suores.

 

Vejo rostos curtidos de horas e desilusões, rostos

pardos, sem brasas a aquecer solidões…

rostos isentos dos sorrisos,

do afago das palavras, rostos magoados

                   a rejeitar vã filosofia;

 e eu ofereço

somente livros, a sedução da palavra a fechar-se

no desconcerto de quem, essencialmente

indaga de qualquer sorte... o pão.

 

Lentamente, como água corrente em pérolas solta

- não sei se dos poemas colados em meus lábios

 que arremesso com aroma de utopia -

  

sinto luzes faiscar no vosso desassossego e

vejo flores abriram-se no chá de primavera

       na essência da camomila;

 

e como em viagem de trem

entra pela janela o espanto da leitura…

         como a raiz do corpo, o  texto em luxúria gravada

 

                                     em feliz caligrafia.

 

Bernardete Costa

publicado por Bernardete Costa às 19:48

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?