https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

TEATRO PARA CRIANÇAS - NA...

CHUVA

A MINHOTA

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

MÃOS

Tuas mãos anseiam meu corpo e

indagam o delírio dos beijos

num jogo de evocações; vão

pela volúpia dos desejos e não há montes e vales

que tuas mãos olvidem

na suavidade dos pássaros; vão pela busca

das veias possuídas pela liberdade

de voos e demónios no ardor do inferno

e soltam a amarra desta nave

encalhada num cais de inverno

 

tuas mãos içam mastros

na luxúria líquida duma concha de sal

e os anjos no aroma do sexo

entoam hinos que na apoteose final

celebram o fulgor dos astros perante a nudez

emudecida pelo silêncio da ausência.

 

tuas mãos são asas de amor

fruindo a explosão que na urgência

liberta o prazer que em gorjeios de ave

em rios de espanto se inunda.

Na aurora lilás do dia, o labor das mãos

ama na dor a anunciação da primavera

que em meu corpo

aprisionada se interroga.

 

Bernardete Costa

 

publicado por Bernardete Costa às 18:07

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?