https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

A TRADIÇÃO AINDA É O QUE ERA

Num destes dias de Janeiro, percorrendo a artéria mais emblemática da nossa pacata cidade linda de Esposende, a Rua Dextra, mais comummente apelidada de Rua Direita, fui atraída por um grupo de jovens que, com seus suportes de papel, não fosse a memória falhar, cantavam os Reis numa toada bem afinada, acompanhados por uma viola que um deles fazia questão de dedilhar, expressivamente, como podem comprovar pela foto que aqui coloco.

Nestes tempos, ditos modernos, em que se vai relegando no esquecimento muitas das tradições dos nossos avós e pais, foi gratificante confirmar que os ditos jovens ainda se valem, aliás, como em tempos idos, das cantorias de porta em porta a fim de atrair alguma pataca, vulgo cêntimo (tanto mais que árvore das patacas é coisa extinta). Indubitavelmente, hoje como ontem, os jovens ainda prezam as tradições.
Bem hajam pela nostalgia salutar que me fez recuar ao meu tempo de menina e moça.
 
 
Bernardete Costa

publicado por Bernardete Costa às 19:16

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?