https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

OBRIGADA, LÍRIA, ESTAS SÃO AS PLAVRAS DE QUE ANDAVA À PROCURA...

 cobarde

que vontade que vontade
enfrentar o meu espelho
cortar bem rente os cabelos

tirar deles toda a tinta
e deixar que as cãs me venham
flocos de neve branquinhos
sobre cabeça tão quente


cadê coragem?

que vontade que vontade

vestir-me largos vestidos
nada mais a me apertar
nem roupas e nem dinheiro
ser eu natural feliz
e em meu aniversário
fincá-las uma por uma
as mais de sessenta velas
quando chegar outubro

cadê coragem?

que vontade que vontade

com a alegria que tenho
rir das rugas rir de tudo

falar das minhas verdades
sem nenhum constrangimento
ir lá onde o amor está
desafiar a rival
dizer-lhe eu sou mais eu

esse amor agora é meu

cadê coragem
que vontade que vontade
romper os grilhões da vida
com minha cara coragem
porém pergunto ao espelho
cadê coragem

cadê coragem?

Líria Porto

publicado por Bernardete Costa às 17:14

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
2 comentários:
De Maria Costa a 16 de Outubro de 2009 às 17:41
cadê coragem,gostei,ai como gostaria de fazer isso tudo e muito mais, mas cadê coragem.
cadê coragem para mandar à merda tudo o, que me incomoda,cadê coragem para mostrar meus sentimentos e dizer, amo-te irmã,cadê coragem!
De Bernardete Costa a 18 de Outubro de 2009 às 21:10
Porque não coragem para te dizer, amo-te irmã; porque não coragem para dizer que a felicidade está em saber amar. Beijos, Miminho, irmã querida.

Comentar post