https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

A POESIA NA ESCOLA DE ABA...

ÓDIO

SORRISO

LUXÚRIA

BORRASCA DA GROSSA

TARDE DE MAIS

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Sábado, 11 de Julho de 2009

CAGAR OU NÃO CAGAR… AINDA A MESMA QUESTÃO

Lamentavelmente, retomo o assunto da questão shakespeariana, ainda que alterada à circunstância duma fedorenta e cagada realidade que transcende a concepção inicial da requalificação da zona ribeirinha de Esposende.

Ou seja, um espaço essencialmente vocacionado para o lazer – inclui até um circuito de manutenção -  e que tanto contribui para o embelezamento desta cidade à beira rio plantada, encontra-se “modernamente” conspurcado pelo cagatório dos muitos animais caninos que pelas trelas dos seus donos por ali se passeiam e se aliviam.        
Não detendo qualquer sentimento de menosprezo pelos animais em questão, sinto-o todavia pelos seus donos que, numa isenção de civismo, mais uma atitude de desdém pelo seu semelhante, mormente pelos mais pequenos, permitem que os dejectos dos seus amados animais conspurquem a verdura da relva, mais apropriada à traquinice das crianças e à tranquilidade de transeuntes e turistas que por ali se passeiam na contemplação das belezas desta cidade linda.
A expressão do poeta, “o melhor dos mundo são as crianças”, deve ter significado nulo para muito boa gente que, numa atitude de dedo espetado, mandam às urtigas, neste caso, literalmente à merda, quando usam e abusam da relva como WC de seus animais de estimação, reitere-se, no maior desprezo pelo seu semelhante.
 
Bernardete Costa
 
publicado por Bernardete Costa às 23:06

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?