https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Segunda-feira, 13 de Junho de 2016

RETRATO A ÓLEO DE BERNARDETE COSTA Professora e Escritora

retrato definitivo.JPG

RETRATO A ÓLEO DE BERNARDETE COSTA Professora e Escritora

Eis que vos apresento o meu último trabalho. O retrato encomenda duma amiga e conterrânea. Retrato este que me deu muito prazer em executar, uma vez que, e a pedido da retratada, esta obra teria de ser marcada por alguma diferença em relação a toda a minha anterior obra retratista.
Desta forma, e respeitando a posição informal da figura, exigência da retratada, tentei enquadrá-la numa perspetiva de infinito paisagístico, onde manchas pictóricas desfilam num qualquer horizonte.

Assim o olhar desliza atravessando rios, montes e vales desfalecendo por detrás do sol. Não se ouvem os rouxinóis, nem as cotovias, nem o estremecer das águas dos charcos, nem as rãs que em seu coaxar louvam o Criador. Todavia, ouso afirmar, nesta tela perdura o silêncio duma natureza viva e vibrante em que a cor e a forma apelam aos sentimentos do olhar mais sensível.

Diria até que o silêncio é evidente no sol ausente mas omnipresente, no céu desfalecido por entre os farrapos das nuvens, no cheiro que salta de minúsculas flores, e atente-se na fragrância exuberante das mimosas que brilham na altura como pequeninos sóis.

Inegavelmente, o modelo recusa o formalismo de pausa e refugia-se nos braços da natureza - a natureza presente em alguma da sua escrita poética com forte pendor telúrico. Digamos que a natureza realça o modelo com um suave gesto de carícia, que é enfatizado pela flor miosótis que cresce e floresce nos seus dedos.
E o modelo vive e mexe oferecendo com um sorriso maroto um delicado miosótis azul.

 

Ferrnando Rosário

 
 
publicado por Bernardete Costa às 19:33

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?