https://youtu.be/QLCDymoJD_0

Os Meus Livros

https://youtu.be/Fke4JjUZDTs

posts recentes

O DIABO NO VERÃO DE 2017

ABSTENÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 2017

O REFLEXO NO ESPELHO

"O VELHO DA HORTA", PELA ...

MÚSICA DE TODOS OS TEMPOS...

ESPETÁCULO UAE (UNIVERSID...

PORTUGAL EM FESTA

O REI TRISTE

A VOZ DO RIO - CONTO INFA...

arquivos

pesquisar

 
https://youtu.be/Fke4JjUZDTs
Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013

MBIGUIDADE

AMBIGUIDADE

 

 

O seu ser era uma estação e outra

com reflexos de céu e inferno

 

a alegria era rosto teimoso

sopro de fogo e alma liberta de trevas

ainda que por vezes uma onda de fel

adoçasse o sangue das flores

 

o amor  era substância mel e suspiro

e seus lábios eram seio e toda a água da sede

onda vórtice e encantamento

 

o seu ser doce ambrósia para oferecer

dorida e viva na cegueira do sonho

 

o seu ser alheio à clausura e às bocas

inquietude indagando abismo…

 

Em si uma luz prevalecia no desejo de si

sem teorias nem cálculos

impróprios para o maravilhamento

 

em si uma ambígua estrela passageira

ou lua apagada

                   na exata memória do luar.                    

 

Bernardete Costa

 

 

publicado por Bernardete Costa às 08:51

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?